Artigos

ISQ: a maior infraestrutura tecnológica de Portugal

 

Trazer uma das mais importantes multinacionais em certificação e engenharia para o mundo Digital do Século 21

 

O ISQ

O ISQ não só é a maior infraestrutura tecnológica de Portugal, é uma das maiores empresas de Certificação e Consultoria em Engenharia do mundo, estando fisicamente presente em 20 países e agindo em muitos mais.

O ISQ é uma entidade privada e independente com 50 anos de actividade, que presta serviços de inspecção, ensaio, formação e consultoria técnica. Com décadas de experiência e participação enquanto entidade inspectora nos grandes projectos industriais e civis realizados em Portugal, e o envolvimento em projectos internacionais de I&D, onde se incluem trabalhos realizados para entidades como a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN) e a Agência Espacial Europeia (ESA), disponibiliza mais de 290 serviços especializados só em Portugal.

Com mais de 1400 colaboradores espalhados pelo mundo, a maioria dos quais com formação superior e pós-graduada, o ISQ participou em mais de 400 projetos internacionais de I&D, com mais de 1200 parceiros internacionais, é membro permanente de alguns dos mais importantes consórcios e associações do setor, presidindo a várias.

O ISQ tem a seu cargo projetos emblemáticos, com enorme visibilidade internacional, sendo, entre outros:

  • desenvolvimento do Ariane 6, Vega C e programa PRIDE-ISV / veículo IXV da Agência Espacial Europeia, sendo responsável pelos testes de fiabilidade de reentrada dos veículos espaciais  (e, graças ao seu contributo, foi de antemão detectada uma possível falha no lançador VEGA e alterado o projeto, evitando assim um possível acidente).
  • presença permanente na Guiana Francesa, há mais de uma década, acompanhando as operações dos sistemas de lançamento Ariane 5, Soyuz e Vega.
  • responsável por controlo de qualidade no Large Hadron Collider (LHC) do CERN, o maior acelerador de partículas do mundo, onde, pela primeira vez, se detetou o Bosão de Higgs.
  • supervisão e inspeção da montagem do ELT (Extra Large Telescope) no deserto de Atacama, no Chile, aquele que será “o maior olho do mundo no céu”, para além de já ter participado no telescópio VST e no Atacama Large Millimeter Array (o ALMA, formado por 66 antenas)
  • garantia da qualidade e controlo e supervisão de construção do ITER, o maior reator de fusão nuclear do mundo, num projeto conjunto da União Europeia, EUA, Rússia, Coreia, Japão, China e Índia, e que promete revolucionar a forma como se produz energia, o primeiro passo para a construção de centrais que produzam energia limpa, segura, ilimitada e de acesso global.
  • participação no desenvolvimento e testes de qualidade das asas em compósito da Embraer, o terceiro maior construtor aeronáutico do mundo
  • inspecção da cobertura nova da central nuclear de Chernobyl, que visa controlar a emissão de radiações após o acidente com o reator de fissão nuclear
A lista continua, é bastante extensa, mas demonstra bem a importância do ISQ a nível internacional, uma empresa portuguesa com alcance global.

 

 

A Blue Serenity foi seleccionada para criar o novo conjunto de sites institucionais do Grupo ISQ.

 

Os desafios

Dispersão e tecnologia:

Apesar de pioneiro no e-learning em Portugal, e da sua importância nacional e internacional, a presença do ISQ na web era fragmentada, com várias iniciativas dispersas e um site institucional agregador ainda não adaptado a novas tecnologias de acesso e ao paradigma da mobilidade e integração com redes sociais.

 

Volume:

O simples volume de serviços disponibilizados pelo ISQ (cerca de 700, nas várias áreas geográficas onde atua), acrescido dos projetos de I&D em que está e esteve envolvido (mais de 400), case-studies de clientes (cerca de 600) e milhares de artigos publicados, fazem com que os novos sites totalizem cerca de 15000 conteúdos a publicar e gerir. Na prática, não é um site institucional, é um portal agregador de serviços com abrangência mundial e em vários idiomas.

 

Simplicidade de utilização e gestão:

Com um volume de informação da ordem acima, outro desafio imediato é a simplicidade:

  • de utilização pelos visitantes, permitindo-lhes encontrar rapidamente o que procuram, ou apresentando-lhes proativamente conteúdo relacionado
  • da equipa de gestão, capacitando-a de intuitivamente conseguir gerir, categorizar, catalogar e relacionar conteúdo

 

Presença internacional segmentada por regiões

Sendo uma multinacional, o ISQ presta serviços diferenciados nas várias regiões onde opera, em função da infraestrutura que possui no local ou do foco de atuação, tendo assim de alcançar variados perfis de potenciais clientes (setor, tipo de serviço, dimensão de empresa, empresa vs particular, ….).

 

Relevância em motores de busca

Cobrindo tantas áreas de atuação, e estando presente em tantos setores de atividade, outro desafio imediato é como dar relevância das várias áreas em motores de busca como o Google ou o Bing, e especialmente, dada a atuação internacional com segmentação geográfica de serviços, como endereçar as variantes regionais dos motores de busca (Google.pt, Google.br, Google.es, …) por forma a dar o destaque ao que é mais importante para aquela região.

 

Capacidade de evolução:

Um aspeto importante face âmbito de ação e abrangência geográfica do ISQ, é a capacidade de fazer evoluir o site, garantindo não só que o novo gestor de conteúdos fosse extensível, em capacidade, escala e funcionalidade, como também que o formato dos dados passasse a aderir aos standards da web, permitindo assim futuras utilizações com outros interfaces (por exemplo, apps nativas para smartphone) ou a substituição de gestor de conteúdos com um impacto mínimo.

 

Como o fizémos

Com garra, empenho, foco e apostando no melhor, como sempre fazemos.

Vamos aos detalhes:

 

1) A perspetiva estratégica

 

Posicionar corretamente:

Distinguir uma empresa de serviços de elite passa por, antes de mais, dar relevância, por esta ordem:

  1. Resultados Comprovados
  2. Experiência Relevante
  3. Know-how Visível
  4. Capacidade de Entregar
  5. CV das Equipas

É esta a organização do site, do ponto de vista de visibilidade e destaque de conteúdos, promovendo a correta percepção da empresa.

 

Global e regional:

Em vez de um site global traduzido em vários idiomas, criámos para o ISQ um cluster de sites regionais interligados e relacionados entre si, passíveis de cada um deles possuir vários idiomas, permitindo assim apresentar oferta segmentada por regiões geográficas (Europa, USA, Ásia, Brasil, Portugal, Espanha,…) e simultâneamente por vários idiomas locais, mas com gestão centralizada a partir de um único backoffice.

Os vários sites regionais podem ter alocadas equipas distintas, com um workflow de publishing próprio, beneficiando ainda de conteúdo de âmbito mais global, que seletivamente é publicado de forma mais transversal, adaptando-se ao idioma em causa.

Uma enorme flexibilidade, aliada à capacidade de gestão centralizada e partilha de conteúdos entre os vários sites que, para o visitante, funcionam como se fossem apenas um.

 

Potenciar a angariação de clientes:

O site foi construído para possibilitar a articulação com campanhas de webmarketing, possuindo templates específicos para landing pages de campanhas adwords, linkedin ou facebook ads.

Associado a isto, e integrado com os formulários de contacto do site, existem ainda funções de CRM fáceis de utilizar.

Naturalmente, tudo isto está integrado com Google Analytics e Search Console, permitindo a recolha e análise de insights importantes sobre fontes de tráfego, comportamento de visitantes, conversões, etc…

 

Integrar o marketing relacional offline:

O grupo ISQ possui iniciativas de marketing relacional em formato offline (por exemplo, a Revista T&Q), que foram integradas no site, passando assim a existir também em formato digital online, e que não só passam a ser conteúdos do site, como são enviados em formato digital para os subscritores.

 

Chegar a todos os níveis de stakeholders:

Para além da versão pública do site, acessível em todo o mundo, existem zonas específicas para determinados perfis de stakeholders, cujo acesso é privado e controlado em função dos respetivos perfis.

 

Mostrar o dinamismo do grupo:

As várias zonas de notícias, construídas como se de um jornal online se tratasse, alimentadas constantemente pelo grande volume de iniciativas, projetos e ações do grupo ISQ, são um verdadeiro showcase do dinamismo do grupo, do seu alcance e da quantidade de setores e áreas geográficas onde não só está presente, como também é influente.

 

2) Na perspectiva do visitante

Simplicidade, intuitividade de navegação, facilidade de descoberta de conteúdo, envolvimento e descoberta. Estes são os drivers para o visitante.

 

  • Dois níveis de comunicação: ao utilizarmos vários níveis de comunicação e discurso diferenciado ao nível do detalhe técnico vs perspectiva leiga, garante-se conseguir chegar ao leque alargado de clientes. Num primeiro nível há informação mais genérica, sendo possível aceder a informação mais técnica e de maior detalhe a partir deste
  • Responsive e mobile-first: hoje em dia o acesso à web é cada vez mais feito por dispositivos móveis. Por isso o site é responsive, funcionando e adaptando-se automaticamente a todo o tipo de dispositivos de acesso, estando por isso preparado para funcionar em PC’s, tablets, smartphones e TV.
    Não só o design e multimédia se adaptam automaticamente ao dispositivo que está a aceder, como também a organização e navegação no site é dirigida ao dispositivo de acesso. Isto significa, por exemplo, que na versão desktop uma página pode ter um “slider” completo com produtos, na versão tablet ter uma versão simplificada e na de telemóvel o contacto da sua empresa é a primeira informação, antes dos produtos.
  • Maximizar a duração da visita pelo relacionamento inteligente de conteúdo: de nada serve ter o conteúdo se este não for descoberto pelos visitantes. Assim, o site recorre à classificação inteligente de conteúdo (categorias ou “taxonomias”)  que permitem aos visitantes a fácil navegação pelo conteúdo e a apresentação de conteúdo relevante ao tópico em que se encontram. Este processo é automático, potenciando a descoberta de conteúdo e permitindo a organização do mesmo numa lógica de “content siloing“.
  • Potenciar a interação: não só o conteúdo dinâmico prevê a possibilidade de comentar, interagir ou partilhar em redes sociais, como também os formulários de contacto são pensados para minimizar as barreiras, sendo curtos, concisos e fáceis de aceder. Adicionalmente, a newsletter automática do site permite receber novidades sempre que disponíveis, sem ser intrusiva.
  • Máximo de três cliques: qualquer conteúdo (incluindo conteúdo relacionado ou de potencial interesse parao visitante) está, no máximo, a três cliques de distância. Adicionalmente, existe pesquisa instantânea inteligente sempre a um clique.

 

3) Na perspectiva da gestão do site

Simplicidade e facilidade de utilização.

  • Um gestor de conteúdos seguro, flexível e intuitivo: de pouco serve ter um site se este não puder ser atualizado com faclidade pela equipa da empresa. Assim,o gestor de conteúdos incorpora um BackOffice de gestão e edição muito intuitivo, com navegação clara pelos diversos tipos de conteúdo, extensas funcionalidades de filtragem e pesquisa, e acesso direto a todas as funcionalidades do site, quer através do BackOffice, quer através da barra de edição presente em todas as páginas do site (frontoffice).
  • Tão fácil como usar o word: Para criar ou gerir conteúdos, não são necessários conhecimentos de programação ou html, bastando utilizar o editor incluído, tal como se fosse o Word ou outro editor de texto. Se alguém se enganar, não há problemas, basta recuperar a versão anterior.
    A gestão dos conteúdos é muito simples, bastando escolher onde se quer publicar o artigo e quando se quer que este seja publicado e arquivado.
    O site permite aos utilizadores introduzirem com facilidade imagens, vídeos locais ou remotos (por exemplo, do Youtube) e áudio.
    A edição de conteúdos pode ser feita a partir de qualquer browser ligado à Internet, dando assim a possibilidade de ter colaboradores “no terreno” a publicar conteúdos no momento, até mesmo a partir de telemóvel ou tablet.
  • Tipos de conteúdo organizados e simples de aceder: os conteúdos estão organizados de forma lógica e compartimentada (artigos e notícias, páginas agregadoras, serviços para clientes, case studies, notas de imprensa, clipping externo, projetos de I&D, laboratórios ISQ, temas de fundo, …), cada qual com funcionalidades que lhe são específicas, mas um mesmo “ar de família” do backoffice. Esta organização é orientada para a facilidade e celeridade de introdução e gestão de conteúdo, e tem associada um conjunto de templates que apresentam a informação no site de forma integrada e orientada para a ação, indo além da apenas formatação do conteúdo – por exemplo, em determinado tipo de conteúdo, os formulários pré-preenchem-se automaticamente com o caminho de navegação do cliente.
  • Conteúdo complexo em modo de “arrastar-e-largar”: o gestor de conteúdos inclui um editor visual de páginas do site, baseado no conceito de “arrastar-e-largar”, permitindo que a atualização do site possa ser feita mesmo por quem não possua conhecimentos técnicos.
    O editor visual inclui múltiplos elementos para, com facilidade, adicionar estruturas complexas, imagens, galerias, mapas Google, iconografia, gráficos, animações, ….
    Assim, é muito simples criar não só conteúdo estático ou baseado em texto, como também blocos complexos de conteúdo multimédia, como galerias, sliders, vídeos ou animações. Também permite a criação de conteúdo complexo dinâmico, como listas de artigos, serviços, mercados ou parceiros em grelhas, sliders, ou formatos masonry, com a atualização dinâmica de conteúdo em tempo real.
    Esta é uma ferramenta de extrema utilidade não só na gestão corrente do site, como também na criação de landing-pages para campanhas de webmarketing permitindo, por exemplo, endereçar clientes de determinadas áreas regionais ou setores de mercado.

  • Amigo dos motores de busca e das redes sociais: em cada página, serviço ou artigo, está incluída a capacidade automática de análise SEO do mesmo e seu ajuste em função dos resultados pretendidos. Este processo funciona automaticamente, mas pode ser ajustado manualmente, com granularidade ao nível do “snippet” de listagens de pesquisa ou resumo em redes sociais, potenciando assim o “click-through rate” nestes casos.
  • Integrado com redes sociais: cada conteúdo existente pode ser republicado manual ou automaticamente para as redes sociais, estando pré-formatado para um resultado ótimo. Adicionalmente, o próprio site pode ser alimentado a partir das redes sociais, criando automaticamente artigos a partir destas.
  • Ajuda na ponta dos dedos: o backoffice, multi-idioma, incluindo português, inclui tutoriais e vídeos de ajuda para cada ação ou tarefa que se esteja a realizar. Assim, se houver uma dúvida, a ajuda está a um clique de distância.
  • Sem preocupações com segurança: o site possui não só vários níveis de segurança (firewall, anti-virus, anti-hacker), como também monitorização inteligente anti-spam, tudo isto em tempo real.

 

Resultados:

Um ano depois do lançamento, os resultados falam por si.

No mercados em que opera, os sites do ISQ estão nos primeiros resultados de pesquisa orgânica google para as palavras chave mais relevantes, estando também na primeira página de resultados para um conjunto mais alargado de termos.

A taxa de rejeições (“bounce rate“) em pesquisa orgânica é substancialmente inferior à do site anterior, resultando em centenas de milhares de visitantes adicionais por ano. Para além disso, os aumentos de tempos de sessão, bem como de páginas visitadas em média, refletem o sucesso da estratégia de manter os visitantes no site, como fonte de leads comerciais para a empresa.

Além disso, a profusão de novo conteúdo, sua diversidade e impacto demonstram como, usando a tecnologia correta e um gestor de conteúdos moderno, é possível, com uma equipa editorial relativamente pequena, ter grande sites com grande dinamismo.

Mínimo de trabalho de gestão do site para um máximo de resultados, reduzida curva de aprendizagem, gestão intuitiva, facilidade de utilização. Para que o site seja uma ferramenta que ajuda, não que complica.

 

 

Conheça os sites aqui: www.isq.pt 

 

Direcionar tráfego para o seu site equivale a dinheiro

É um fato comumente aceito: o tráfego para o seu site é igual a dinheiro.

Afinal, quando os visitantes de qualidade atingido o seu site, eles são muito mais propensos a gastar dinheiro com o que você tem para oferecer. No entanto, a construção de um fluxo constante de visitantes do site é difícil o suficiente sem tentar obter lotes de mais segmentados. É por isso que muitas pessoas acreditam que não vale a pena o esforço para tentar impulsionar o volume de tráfego alvejado bater seus sites.

Isso é um erro. Há maneiras de aumentar o número de visitantes de qualidade que você começa e obter altas classificações nos motores de busca sem ter que gastar todo o seu tempo nele. Sua parte foi feito – você construiu seu site. Agora tudo que você precisa fazer é encontrar um serviço que irá ajudá-lo a melhorar o seu tráfego alvejado e ganhar mais dinheiro. Deixá-lo para os especialistas significa o que lhes permite fornecer tudo que você precisa para o marketing de Internet, e trazer qualidade de tráfego real, alta para o seu site em uma base diária.

Qualquer empresa que você trabalha com deve estar trabalhando para tornar seu site entre os mais visitados ao redor. Se você é sério sobre melhorar o tráfego alvo e aumentar as vendas, você deve isso a si mesmo para tomar o tempo para descobrir tudo o que puder sobre as melhores maneiras de fazer isso. Você vai precisar de táticas eficazes que não são muito caros e não ocupam muito tempo. Isso significa encontrar backlinks relevantes para o seu site (muitos deles), utilizando bom artigo de marketing de qualidade, e trabalhando através de outros fóruns para ajudar as pessoas que realmente precisam de seu produto ou serviço encontrá-lo.

É claro que esses métodos tradicionalmente requerem uma grande quantidade de tempo e esforço. Encontrar sites confiáveis ​​e relevantes para backlink para você, escrevendo e publicando artigos que os outros vão seguir para o seu site e usando métodos de marketing social leva tempo e energia. A boa notícia é que, se você está disposto a usá-las, há uma série de serviços que vão fazer o trabalho para você, sem custar muito do seu tempo ou seu dinheiro. Você vai acabar com melhor direcionados tráfego e, no final, mais vendas.

Se você está se sentindo suspeito, não é nenhuma surpresa. Há uma série de sites fraudulentos por aí que prometem que, com sua ajuda, você vai ter milhares de novos visitantes, direcionados, praticamente durante a noite. Se isso soa impossível, é porque é. Não há nenhuma maneira fácil de obter automáticas, grandes volumes de tráfego alvo para o seu site. Ele simplesmente não funciona dessa maneira. Se você vê alguém alegando que eles estão indo para inundar seu site na visitantes interessados ​​em um período muito curto de tempo, execute o outro lado. Eles não vão cumprir as suas promessas, porque ele simplesmente não pode ser feito.

No entanto, isso não significa que todos os serviços são scams. É possível para cumprir a promessa de aumentar o tráfego alvejado de uma forma eficiente e eficaz, e sem quebrar o banco. Apenas certifique-se de que o serviço que você está pensando em trabalhar com é aquele que oferece, resultados distribuíveis razoáveis. Um bom pacote que vai lidar com todas as suas necessidades de marketing pode muito bem valer a pena se você escolher o caminho certo para o seu site.

Não há nenhuma necessidade de recorrer a métodos que são ineficazes e podem até mesmo se você na lista negra quando um bom serviço irá oferecer-lhe todo o tráfego que você poderia querer. Tudo que você tem a fazer é escolher o correto, e se certificar de que você tem um site bem desenvolvido que está oferecendo um produto ou serviço que as pessoas realmente precisam. Seu serviço fará o resto, e trazer o tráfego e as vendas que você estava esperando. É extremamente simples, mesmo que isso não é um botão mágico.

Originalmente publicado no Ezine, traduzido automaticamente para português

Fonte por Ryan C Wilson

Google: Orgânico Versus AdWords

Hoje todas as empresas – independentemente da sua dimensão e escala das operações – têm presença na web e há uma corrida de ratos para obter altas classificações nos motores de busca – particularmente Google. Neste contexto, ele pode ser útil para estudar os alguns detalhes básicos sobre o Google listagens “orgânicas”, que são livres e Google “AdWords” listas que são os pagos.

orgânico são as listas não remunerados, onde fileiras são conferidos unicamente com base na relevância. Para obter resultados orgânicos exige muita pesquisa, tempo e habilidades de SEO. Você pode ter que contar com um especialista experiente motor de busca para obter os rankings desejados e até mesmo isso pode não ser uma garantia.

AdWords, mais popularmente conhecido como anúncios “pay-per-click ‘são pagos que aparecem sob “links patrocinados” ou em uma caixa amarela nas páginas de resultados de pesquisa do Google. A prática é para um proprietário de site para nomear uma série de palavras-chave e, em seguida, lance para o quanto eles estão dispostos a pagar por cada visitante do site atraídos por sua listagem.

As pessoas que procuram altas classificações nos motores de busca estão compreensivelmente desesperado para obter tráfego. Tráfego orgânico normalmente leva alguns dias a várias semanas para criar um impacto real. Muito também depende do segmento de negócio ao qual você pertence. Em certas áreas, você estará competindo pela atenção do Google com centenas de outros negócios motivados.

Quanto ao tráfego orgânico, resultados positivos exigirá paciência e as habilidades e as empresas podem mal dar ao luxo de esperar para ver os resultados . Uma campanha de AdWords, por outro lado, pode ser configurado quase imediatamente ea listagem pode aparecer no topo da página, mesmo desde o primeiro dia.

Como já foi dito anteriormente, o Google não irá cobrar-lhe uma listagem orgânica e é gratuito. Mas você pode ser obrigado a gastar generosamente em um consultor motor de busca para obter os melhores resultados. O custo do AdWords, é obrigado a variar dependendo em grande parte suas palavras-chave e a posição da página que você deseja.

Você terá que gastar alguns centavos para vários dólares a cada vez que alguém clica em seu anúncio. Google no entanto fornece algumas ferramentas eficazes para controlar seus gastos e para garantir que as coisas não vão além do controle. Mas a notícia animadora é a porcentagem de usuários clicar em anúncios do AdWords está constantemente a aumentar. Mas, a verdade é que as listagens orgânicas ainda continuar a atrair maior parte do tráfego.

resultados orgânicos do Google depende do motor de busca e seus algoritmos. Search Engine bots irá rastrear o site, avaliá-lo e adicione o conteúdo de seu índice e, em seguida, classificá-lo depois de analisar o resto dos resultados que eles têm. Quando um usuário envia uma consulta de pesquisa no Google, ele irá recuperar seus registros e lista de acordo com o que considera a melhor correspondência para a consulta de pesquisa inserida ou frase.

Google tem para resultados de busca pagos longa mantidos e orgânica resultados são duas coisas completamente diferentes – ou seja, o departamento responsável pela publicidade no Google é completamente separado do departamento responsável pela rankings motor de busca orgânica. Embora pareça nobre na teoria, os críticos questionam se o Google realmente faz jus a este ideal em prática.

se optar por Organics ou AdWords é uma escolha difícil, pois ambos têm pontos fortes e deméritos e muito depende da natureza de seu site e que você espera que o site para fazer.

 

Originalmente publicado no Ezine, traduzido automaticamente para português

Fonte por Benita Joyce